Artigo: Marquinhos Trad; inseguro, hesitante e talvez um libriano

Diante do maior desafio do século, o prefeito de Campo Grande decepciona com suas incertezas e falta de experiência.

Matéria do dia 15/07/2020 - Publicada por Voluntários do MS Conservador.

Ao longo da história, a indecisão e a insegurança marcaram a vida de governantes pelo mundo e mudaram o destino de muita gente. Na Rússia, por exemplo, a lentidão de Nicolau II em colocar seu país na 1º Guerra Mundial foi o preludio para o fim do czarismo e da família Romanov; e o começo da era comunista. 

Os tempos mudaram, mas mesmo diante de tanta modernidade e estudo, ainda vemos mandatários replicando erros de séculos atrás, afetando sociedades de uma maneira negativa, na base da hesitação.

Um destes administradores públicos é bem conhecido de todos nós, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad. Sem experiência no Executivo “pegou” a capital de Mato Grosso do Sul com inúmeras promessas e quando veio o maior desafio pós 2º Guerra Mundial, o prefeito se mostrou frágil, inseguro e despreparado.

Vamos aos fatos: 

Desde que a pandemia chegou à cidade, Trad já publicou mais de 100 decretos, muitos no mesmo dia, em alguns casos o segundo desautorizava o primeiro.

O prefeito também resolveu fechar o comércio, depois abriu e agora ameaça fechar novamente. E tem mais, no início da covid-19 ele dizia que a cloroquina defendida pelo presidente Jair Bolsonaro não tinha base cientifica, e por isso, não era recomendada. Agora, mudou de ideia e apoia o medicamento A capital já está recebendo a cloroquina juntamente com outros remédios para o tratamento da doença.

A Rodoviária: o maior terminal de desembarque e embarque do estado é outra demonstração de incerteza do prefeito, em 3 meses ele abriu e fechou o terminal 5 vezes. O comércio também sofre na mão do mandatário que não sabe o que faz, o horário de atendimento já foi alterado pelo menos 4 vezes, deixando os comerciantes aflitos e gerando centenas de desempregados.

O Toque de recolher é outro capítulo nesse vai e vem e estica e puxa do Trad, já foi das 23h às 5, das 22h às 5 e atualmente é das 20 às 5h.

Para finalizar, o prefeito afirmou categoricamente na última terça-feira (14) que não haveria lockdown na cidade, horas depois, em mais uma mudança voltou atrás e decidiu pelo lockdown nos finais de semana.

Se alguém que acredita em signo fosse chutar o de Marquinhos Trad, diria que ele é libriano, os da balança são indecisos e temperamentais. Sorte que nem todos ocupam cargos púbicos.  

 

Faça parte do nosso Apoi.se: https://apoia.se/msconservador

O MS Conservador não aceita dinheiro público e muito menos financiamento de políticos e partidos políticos, somos um grupo de voluntários atuando para levar sempre a verdade e o crescimento do conhecimento conservador.

Ajude a manter a nossa página atuante e nossas matérias diárias, faça sua doação: 

Banco Bradesco           
Agência: 5306
Conta: 22591-6
CPF: 904.070.671-91

Banco Caixa Econômica
Operação: 013    
Agência: 1568
Conta: 47823-0
CPF: 028.459.011-86