Bolsonaro não extrapolou qualquer limite com decreto de armas, afirma Arthur Lira

A edição do decreto é uma prerrogativa do presidente da República e, portanto, Bolsonaro “não invadiu a competência” do Poder Legislativo.

Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados. Reprodução / Web

Conforme registrou o MS Conservador, os decretos do presidente Jair Bolsonaro alteraram algumas regras relacionadas a armas de fogo no Brasil.

Nesta segunda-feira (15), em entrevista à jornalista Andréia Sadi, da GloboNews, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), comentou sobre a medida.

Segundo ele, a edição do decreto é uma prerrogativa do presidente da República e, portanto, Bolsonaro “não invadiu a competência” do Poder Legislativo.

A declaração ocorreu após o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), tecer críticas às mudanças promovidas na questão das armas.

No entendimento de Lira, Bolsonaro “não extrapolou limites”.

“Ele não invadiu competência, não extrapolou limites, já que, na minha visão, modificou decretos já existentes. É prerrogativa do presidente [fazer isto]. [Ele] Pode ter superlativado na questão das duas armas para porte, mas isso pode ser corrigido“, assegurou o presidente da Câmara.

Com informações do Conexão Política.