Com ajuda de Fábio Trad, voto Impresso é derrotado na comissão

Apesar de rejeitada, a proposta deve ser levada a votação no plenário da Câmara.

Fábio Trad, deputado federal do Mato Grosso do Sul. Reprodução Web

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso rejeitou nesta quinta-feira (5), por 23 votos a 11, o parecer favorável ao tema elaborado pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR).

Contrário à proposta de emenda à Constituição (PEC) do voto impresso, que continuará sendo tramitado na Câmara dos deputados, o deputado federal Fábio Trad (PSD) disse na última sexta-feira (16) que pretendia articular votos durante o recesso parlamentar para que a proposta fosse rejeitada na sessão de hoje, 5 de agosto. Fábio Trad votou contrário a proposta.

Apesar de rejeitada, a proposta deve ser levada a votação no plenário da Câmara. Isso, porque as comissões especiais têm caráter opinativo, e não, conclusivo. A palavra final sobre PECs cabe ao plenário, onde os 513 deputados poderão votar.

A proposta de emenda à Constituição, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), prevê a impressão de votos nas eleições, referendos e plebiscitos.