Conta de luz ficará 6,9% mais cara em MS

Valores que não serão cobradas em 90 dias terão reajustes e serão repassados ao consumidor após 90 dias de suspensão.

Foi autorizado na tarde de ontem(7) que o reajuste nas contas de energia, porém só chegará aos consumidores em julho. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu adiar para 1º de julho de 2020, o início da aplicação do reajuste tarifário.

A tarifa começaria a valer a partir de amanhã, porém sua aplicação foi adiada por 90 dias a pedido da própria concessionária. Para os consumidores residenciais a elevação será de 6,89%%, já para as empresas 6,93%%. Com essa decisão, o incremento nos últimos três anos chega a  29,16%, uma vez que foi de 12,39% no ano passado e 9,87% em 2018. As contas que ficarem sem pagar durante o período de 90 dias com autorização da ANEEL sofrerão reajustes para pagamento a partir de julho.

Mesmo com a situação complicada em que passamos, a Energisa não deixa de querer complicar ainda mais a vida da população do estado. A mesma solicitou e ganhou o direito de negativar a pessoa que estiver com a conta em atraso.