Empresários e trabalhadores unidos contra fechamento do comércio em Campo Grande

LockDown pretendido pelo prefeito foi pauta durante todo o fim de semana em grupos de whattsapp e manifestação contrária ao fechamento total é agendada para o dia 15 de julho.

Matéria do dia 14/07/2020 - Voluntários do MS Conversador

Uma manifestação contra a possibilidade de um lockdown em Campo Grande está marcada para às 9h30 desta quarta-feira (15), em frente à prefeitura. A organização é espontânea e a pauta única: LOCKDOWN NÃO.

Empresários e comerciantes estão preocupados com o atual discurso do prefeito Marquinhos Trad (PSD), que em algumas entrevistas citou a possibilidade do fechamento total. A preocupação maior é com o desemprego em massa gerado pelo fechamento de empresas e comércios de Campo Grande.

Trabalhadores também aderiram à manifestação. O prefeito é pressionado a decretar o lockdown pela grande mídia da capital, que usa a covid-19 como ferramenta política contra o presidente Jair Bolsonaro, e também por especialistas alinhados ao ex-ministro demitido da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, como o infectologista Júlio Croda.

Trad informou que se reuniu com o governador Reinaldo Azambuja nesta segunda-feira (13) e que está aguardando posicionamento de especialistas da área de saúde em atuação no combate à pandemia de covid-19 para decidir se decreta o lockdown. Nos bastidores o que se fala é que o prefeito já decidiu e pode anunciar a medida ainda nesta quarta-feira (15).

Se o prefeito assinar mesmo o decreto, como é previsto, estará indo na contramão de outras capitais do país, que ao invés de fechar estão reabrindo o comércio e lidando com a doença sem prejudicar a vida das pessoas.

Outro detalhe a observar, é que o lockdown não é uma unanimidade entre os especialistas, a quem defenda e quem o critique.

Michael Levitt que recebeu o Prêmio Nobel de Química em 2013 é um dos que se opõe, ele descreve medidas indiscriminadas de lockdown como “um grande erro” e defende uma política de “lockdown inteligente”, focada em medidas mais efetivas, focadas na proteção de idosos e vulneráveis.

 

Faça parte do nosso apoi.se: https://apoia.se/msconservador

MS Conservador não aceita dinheiro público e muito menos financiamento de políticos e partidos políticos, somos um grupo de voluntários atuando para levar sempre a verdade e o crescimento do conhecimento conservador.

Ajude a manter a nossa página atuante e nossas matérias diárias, faça sua doação: 

Banco Bradesco

Agência.: 5306

Conta.: 22591-6

CPF.: 904.070.671-91