‘Estão esticando a corda; faço qualquer coisa pelo meu povo’, diz Bolsonaro

Multidão se juntou neste domingo (21) para celebrar aniversário junto com Bolsonaro

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil. Reprodução / Web

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comemorou o aniversário dele neste domingo (21) com apoiadores em Brasília, que cantaram parabéns para ele em frente ao Palácio da Alvorada.

Em discurso, Bolsonaro afirmou, sem mencionar nomes, que tiranos estão cerceando a liberdade das pessoas e que a população deve estar ciente que pode contar com as Forças Armadas pela defesa da democracia e da liberdade.
 
“Alguns tiranetes ou tiranos tolhem a liberdade de muitos de vocês. Pode ter certeza, o nosso Exército é o verde oliva e é vocês também. Contem com as Forças Armadas pela democracia e pela liberdade”, disse.

Ainda sem fazer nenhuma menção direta, ele afirmou que faz ‘qualquer coisa’ para defender a população e preservar a Constituição brasileira. Segundo ele, a ‘corda’ está sendo ‘esticada’, incluindo o direito de ‘ir e vir’.

“Estão esticando a corda, faço qualquer coisa pelo meu povo. Esse qualquer coisa é o que está na nossa Constituição, nossa democracia e nosso direito de ir e vir”.

Por fim, ao aponta para governos anteriores, o chefe do Executivo disse que o Brasil rejeita o socialismo.

“Não queremos que o Brasil mergulhe em um socialismo, e o caminho para mergulhar no socialismo é o que o povo vai para a miséria, a fome, o tudo ou nada”, concluiu.

Com informações do Conexão Política.