Justiça condena Frota a pagar R$ 50 mil por divulgar ‘fake news’

Deputado federal acusou o presidente Jair Bolsonaro de proteger e financiar “terroristas virtuais” no Palácio do Planalto.

 

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) foi condenado pela Justiça de São Paulo a indenizar o ex-presidente do PT de Ubatuba Gerson Florindo de Souza. Em síntese, o parlamentar teria divulgado fake news sobre o petista. Durante as eleições de 2018, o então candidato à Câmara pelo PSL gravou um vídeo afirmando que Florindo se disfarçou de eleitor de Jair Bolsonaro, para entrar numa igreja, em Brasília, e xingar Fernando Haddad.

Contudo, Florindo conseguiu provar que não estava no Distrito Federal naquele dia. Portanto, a 4 Vara de São Paula decidiu que o agora deputado tem de pagar R$ 50 mil de indenização para o petista. No ano passado, em depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito das Fake News, Frota acusou o presidente Jair Bolsonaro de proteger e financiar “terroristas virtuais” dentro do Palácio do Planalto.