Manifestação de apoio ao Bolsonaro toma as ruas de Campo Grande

As pautas são a defesa aos direitos constitucionais, apoio ao voto auditável e ao Bolsonaro

Foto da Manifestação. Reprodução / Web

A manifestação de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, marcado para este sábado (1°), reuniu milhares de apoiadores que estavam entre carros, motos e nas calçadas das principais vias do centro de Campo Grande.

Entre uma das reivindicações do manifesto estavam a impressão e contagem pública dos votos e liberdade para trabalhar, além do apoio para que o presidente possa governar com tranquilidade o país.

Em entrevista ao Correio do Estado, Rafael Tavares, de 36 anos, do movimento Endireita MS, disse que estão sendo debatidas três situações. A primeira sendo contra o lockdown e toque de recolher na Capital; a segunda sobre votos e por fim, segundo ele, a perseguição em que Bolsonaro vive.

"A manifestação no dia de hoje é pelo direito de podermos trabalhar, é um protesto contra o lockdown, contra os toques de recolher impostas pelo governador e pelo prefeito aqui em MS", destaca.

Ainda conforme Tavares, um dos medos para a próxima eleição é ter fraude nas urnas eletrônicas. 

"A outra pauta que a gente defende é a contagem pública de votos. Nós não temos medo do Lula, nós temos medo das urnas eletrônicas serem fraudadas. A terceira pauta é apoio ao presidente que está sendo atacado dia e noite pela imprensa", relatou ao Correio do Estado.

Segundo a organização, pelo menos cinco mil carros estiveram na primeira concentração que estava marcada para a Via Park e na Cidade no Natal, nos altos da Avenida Afonso Pena.

Essa primeira concentração se estendeu por toda área leste da cidade e a manifestação terminou em frente a Governadoria do Estado de Mato Grosso do Sul, no Parque dos Poderes.

A segunda carreata concentrou um número um pouco menor, mas deu início na Praça do Rádio, na região central da cidade, com pelo 3 mil apoiadores. O trajeto terminará em frente ao CMO (Comando Militar do Oeste), na avenida Duque de Caxias.

O deputado estadual, Capitão Contar convidou os motoqueiros para participarem do manifesto e reuniu centenas deles para se juntar a população e mostrar apoio ao presidente.

Com informações do Top Mídia.