Marco Aurélio Mello aponta que ministros combinaram prisão de Silveira

Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal. Reprodução / Web

O ministro Marco Aurélio Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quinta-feira (18) que são grandes as possibilidades dos ministros do STF terem “combinado” a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

Marco Aurélio Mello acredita nessa possibilidade devido à rápida confirmação do plenário à decisão do ministro Alexandre de Moraes, que mandou prender o parlamentar após a publicação de um vídeo na internet, no qual expõe sua opinião com relação aos membros da Suprema Corte.

“Não tivemos aquelas ladainhas. Eles conversaram entre si. Não falaram comigo, porque não admito conversas na minha vida. Não quero estar atrelado a nada. Quero estar solto na bancada. Não tenho a menor dúvida de que os ministros combinaram que confirmariam a prisão. Não somos ingênuos”, declarou o magistrado.

Marco Aurélio disse ainda que não aceita a ideia de negociar com a Câmara um acordo que leve ao relaxamento da prisão do parlamentar. “Esse cachimbo eu não fumo”, disse o magistrado em entrevista. “Não ocupo uma cadeira voltada às relações públicas. Eu sou juiz.” O ministro também afirmou que um acordo “desqualificaria o Supremo.”

Com Informações do Jornal Terça Livre.