Na madrugada, jornalista revela estratégia e "passo a passo" para enfrentar Moraes

O Jornalista Oswaldo Eustáquio foi preso ontem pela Polícia Federal na cidade de Campo Grande(MS)

Matéria do dia 27/06/2020 - Voluntários do MS Conversador

O respeitado jornalista, escritor e sociólogo Eduardo Matos de Alencar – autor do livro "De quem é o Comando? O desafio de governar uma prisão no Brasil" (Editora Record, 2019) - divulgou em seu Twitter na madrugada deste sábado (27), uma sequência de tuítes que denotam uma estratégia coerente para o enfrentamento das arbitrariedades cometidas pelo ministro Alexandre de Moraes.

O caminho correto, segundo Alencar, “é o da eficácia legal” e a “luta por direitos, nas instâncias competentes”.

“O STF, o Alexandre, a PGR, precisam se deparar com uma situação politicamente insustentável”, sustenta o jornalista.

Veja abaixo a íntegra da “convocação”:

“É pra não dormir mesmo. Avaliação de conjuntura e possibilidades de ação. Para todo mundo, intelectuais, jornalistas, yoturbers, vaporwave, deputados etc. Eu não quero coordenar nada, nem tenho poder pra isso. Porém, tenho umas ideias boas aqui.

Todo mundo errou de esperar que o PR pudesse fazer algo. Artigo 142, para quê? Prender o Alexandre, como fazer isso? É tudo operacionalmente complicado demais. Politicamente inviável. Quiçá indesejável mesmo. Porém, não importa se o PR não pode se mover. Nós somos aleijados?

O Alexandre de Moraes tem poder. Tem. E daí? Foda-se. Ele não tem todo poder do mundo. Tem limites evidentes. Nós podemos ter mais poder que ele, se atuarmos corretamente. E qual é o caminho correto. O da eficácia legal. Lawfare, luta por direitos, nas instâncias competentes.

O STF, o Alexandre, a PGR, precisam se deparar com uma situação politicamente insustentável. E quem vai gerar isso? O sistema de justiça nacional e internacional. Porém, só vai acontecer se fizermos do jeito certo. Se atuarmos de forma pública, 100% aberta, transparente.

Para todo mundo ver. Na cara de pau mesmo. Eu quero que o Alexandre leia isso. Entenderam? O símbolo agora é Martin Luther King.

Todo mundo tem que brigar pelos seus direitos de liberdade de expressão, de existência. Não tem outro caminho. Trabalho de base? Importante.

Porém, você não vai poder fazer trabalho de base se for condenado ou pegar fama de bandido. Eleição de sindicato? Vão chamar a polícia. O que temos de fazer agora então? Derrotar esses ‘FDP’. Dá para fazer isso? Dá, brigando do jeito que a sociedade civil sabe fazer.

O passo a passo:

1) Campanha nacional pela liberdade de expressão;

2) 100 mil petições na Corte Interamericana de Direitos Humanos contra os abusos do careca;

3) Queixa contra o Alexandre de Moraes por improbidade administrativa nos estados onde houve operação;

4) Denúncia no STF de abuso de autoridade contra todos os envolvidos nas operações - Moraes, o vice-PGR, os policiais;

5) As mesmas ações por via parlamentar - pressão pra que deputados e senadores o façam;

6) Defesa absoluta da legalidade - sem FFAA, sem AI-5, sem milico.

7) Denúncia e pressão em todos os órgãos e meios de comunicação disponíveis, nacionais e internacionais.

Foda-se. Está na hora do pau. É o nosso direito de existir que está em jogo. Vamos pra cima deles e dessa vez sem TIC-TAC. Só vai dar certo se todo mundo se engajar.

Está com medo de ser preso? Eu também estou. Foda-se. É melhor ser preso lutando pela legalidade do que pegar fama de bandido por ter ficado acuado.

Agora é cada um se engajar pra materializar essas ações.

Não parar, não precipitar, não retroceder.

Pra cima deles, pessoal.”

 

 

 

Fonte: Jornal da Cidade Online

 

Faça parte do nosso apoi.se: https://apoia.se/msconservador

O MS Conservador não aceita dinheiro público e muito menos financiamento de políticos e partidos políticos, somos um grupo de voluntários atuando para levar sempre a verdade e o crescimento do conhecimento conservador.

Ajude a manter a nossa página atuante e nossas matérias diárias, faça sua doação: 

Banco Bradesco

Agência.: 5306

Conta.: 22591-6

CPF.: 904.070.671-91