Polônia propõe multa de US$ 13,5 mi para Big Tech que praticar ‘censura ideológica’

Imagem Ilustrativa. Reprodução / Web

Novas leis propostas pela Polônia podem implementar multas massivas para gigantes da tecnologia que censuram usuários ou removem postagens por razões ideológicas, de acordo com o vice-ministro da Justiça do país, Sebastian Kaleta.

Em entrevista recente à Fox News, Kaleta disse que as empresas de mídia social têm buscado os conservadores, o cristianismo e os valores tradicionais, banindo-os ou removendo postagens.

“Vemos que quando a Big Tech decide remover conteúdo para fins políticos, é principalmente conteúdo que elogia os valores tradicionais ou elogia o conservadorismo”, disse Kaleta, acrescentando que o conteúdo é excluído de acordo com sua “política de discurso de ódio” quando não tem direito legal para fazer isso.

De acordo com a nova legislação, qualquer plataforma que proíba um usuário ou remova postagens por motivos ideológicos enfrentaria multas de 13,5 milhões de dólares, a menos que o conteúdo também seja ilegal segundo a lei polonesa. Um comitê de arbitragem será estabelecido para supervisionar os casos.

Com informações Epoch Times.