Simone e Trad votam SIM e ajudam a aprovar o projeto de censura da internet

Mensagens de WhatsApp poderão ser rastreadas e limitadas.

Matéria do dia 01/07/2020 - Voluntários do MS Conservador

Os senadores Nelsinho Trad (PSD) e Simone Tebet (MDB) de Mato Grosso do Sul, ajudaram a aprovar na noite desta terça-feira (30), o projeto de lei 2.630, conhecido como projeto de censura da internet, ou da mordaça. O PL foi aprovado por 44 votos a favor e 32 contrários, a senadora Soraya Thronicke vou contra.

Um dos pontos considerados mais absurdos do projeto é a criação de um conselho formado por 21 membros que basicamente fiscalizará todo conteúdo da internet, e passará a decidir o que é certo ou errado, agindo como um tribunal. 

O projeto também prevê o rastreamento de mensagens enviadas em aplicativos de conversas e também limita o número de mensagens encaminhadas por cada usuário e nos grupos de WhatsApp.

Senadores contrários demonstram preocupação com privacidade e liberdade de expressão.

Facebook, Google, Twitter e WhatsApp assinaram uma nota conjunta criticando a proposta. O PL segue agora para a Câmara, onde já conta com grandes apoiadores, um deles é o presidente da casa, Rodrigo Maia.