VÍRUS CHINÊS: Estará o governo comunista chinês ocultando dados reais?

Empresas de telefonia chinesas não sabem explicar o desaparecimento de 20 milhões de números de telefone somente no mês de fevereiro

 

Onde estão os usuários das 20 milhões de linhas de celulares que desapareceram na China em fevereiro?

Essa é a pergunta que todo o mundo faz, tendo em vista os números de negócios das três principais empresas de telecomunicações do país asiático, que reduziram sua clientela de 1,6 bilhão em janeiro para 1,58 bilhão em fevereiro. Um desaparecimento maciço de clientes que abre caminho para aqueles que acreditam que a China enganou seu número de infectados e falecidos pelo vírus chinês(covid-19).

Um terreno que já ganhou peso na semana passada, quando a mídia privada chinesa Caixin informou que, de acordo com seus cálculos, as mortes apenas na cidade de Wuhan, local de nascimento da pandemia, seriam de 40.000, bem acima das mais de 2.500 reconhecidos oficialmente. O desaparecimento repentino de tantas linhas móveis abre caminho para aqueles que pensam que as mortes na China podem chegar a centenas de milhares e que acusam o governo comunista chinês de estar escondendo os verdadeiros números.

Existem várias teorias desse declínio, e a realidade é provavelmente uma mistura de todas elas. A China Mobile, com 900 milhões de contas, perdeu sete milhões de linhas, além de quase um milhão que também perdeu em janeiro. A teoria mais difundida entre essas empresas é a de que são clientes que cancelam as linhas contratadas devido ao confinamento, com Wi-fi o tempo todo.

Outra opção seria que fossem contas falsas, geradas pelas empresas para receber boas opiniões na Internet ou engordar o número total de clientes, o que, diante do confinamento e da crise da saúde, teria perdido seu significado.

Com certeza o governo chinês não irá sanar às dúvidas do mundo diante dessas informações, de acordo com a atitude do governo fica à pergunta: Até que ponto podemos acreditar nos dados divulgados pelo governo comunista?

Fonte: as.com